Obra de arte é encontrada por trás de parede do Colégio Cearense

Sex, 03 de Novembro de 2017 00:00   

Os estudantes do sexto semestre de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Estácio do Ceará encontraram uma obra de arte por trás de uma parede do prédio que abrigou o Colégio Cearense do Sagrado Coração, conhecido como Colégio Marista. Atualmente, no edifício, funciona uma das unidades da Estácio. Durante a programação da semana acadêmica do curso, os universitários estavam numa oficina de restauro, quando, ao decapar uma parede, num período chamado de prospecção, perceberam uma elevação por trás das camadas de tinta.

“A princípio queríamos fazer uma abertura de 30cmx30cm, que na arquitetura chamamos de janela, só para fazermos um testemunho do que tinha atrás das camadas de tinta. Quando nós começamos a abrir, logo o edifício passou a mandar no nosso processo, e nós aumentamos a prospecção, a fim de revelar que figura era essa que existia”, conta a estudante Carol Alves, que tem formação técnica em Restauro.

A universitária cita, ainda, que foi realizado contato com ex-alunos do Marista, que relataram lembranças da presença da imagem em toda a extensão da parede. O objeto ainda será estudado, mas há indício de que seja um painel em baixo relevo. “Pensávamos que no máximo seria uma pintura artística, monocromática, pincelada. Porém, existe esse baixo relevo artístico, que provavelmente seja um painel”, disse.

Para a professora Clélia Monasterio, coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Estácio do Ceará, esse achado foi um presente. “A sensação que a gente tem, quando acha uma peça como essa, é de que estamos ressuscitando alguém que estava semimorto. E hoje, a gente ressuscita essa história”, comenta a professora que afirma, ainda, que a pesquisa sobre a peça vai continuar.

“Nosso objetivo é também trabalhar a educação patrimonial, trazer as pessoas para conhecer de perto, ensiná-las a valorizar o patrimônio e multiplicar essa ideia”, finaliza a professora.